Gerenciando o fluxo de caixa em 7 passos

fluxo de caixa

Gerenciando o fluxo de caixa em 7 passos

O fluxo de caixa é algo extremamente importante para controlar e gerenciar o financeiro da sua empresa. Afinal, é ele quem controla a entrada e saída de dinheiro. Um fluxo de caixa bem feito pode ser a chave de sucesso do seu negócio. Uma vez que ele trará mais organização e facilitará a sua administração. Por isso nós resolvemos te ajudar a gerenciar o seu fluxo de caixa da melhor maneira possível, continue lendo e veja como.

Gerenciando o seu fluxo de caixa

1º passo – Registre tudo!

O seu fluxo deve ter exatamente todas as informações das suas finanças. Registre tudo que você gastou ou recebeu, independente do valor. Organize por categorias e anote separadamente. Somente desse modo você conseguirá ter o real controle do seu financeiro detalhadamente.

Vale ressaltar que esse processo não deve ser feito apenas uma vez. Pelo contrário, ele deve ser constantemente atualizado para ser o espelho das suas finanças.

2º passo – Escolha o período de análise

Para que o seu planejamento comece do modo certo, você precisa delimitar um período de análise. Não existe um padrão, você deve escolher aquele que mais funciona para a sua empresa. Seja ele diário, semanal ou mensal, o importante é, como dissemos acima, manter os registros sempre atualizados. Ao estabelecer o espaço a ser analisado, você conseguirá ver qual é o melhor e o pior momento para a sua empresa.

Além disso, atualizar os dados do seu fluxo de caixa constantemente permite que você se antecipe e se planeje, ou seja, você evita ser pego de surpresa e consequentemente você garante a segurança da sua gestão financeira.

3º passo – Categorize todas as suas despesas

Anote todas as despesas que a sua empresa possui. Registre separadamente as despesas com fornecedores e as receitas. Dessa maneira ficará mais fácil identificar tudo que o seu negócio ainda tem de débito. Categorize tudo, separe as despesas de acordo com as suas particularidade e datas. É preciso que você saiba exatamente de onde veio, de quando é e quanto vai gastar. Essa é a melhor maneira de se planejar e não ser pego de surpresa com uma despesa caindo de paraquedas no seu colo.

4º passo – Organizar e gerenciar o estoque

O estoque é o capital imobilizado da sua empresa, ou seja, não traz rendimentos e nem juros. Entretanto, investir demais no estoque pode diminuir, consideravelmente o seu capital de giro. Para que você consiga ver o que realmente está ou não está precisando, é necessário organizar perfeitamente o seu estoque. Eu sei, parece estranho que o estoque tenha uma ligação direta com o fluxo de caixa. Pois é, mas tem, sabe por que? Porque isso irá evitar que você invista dinheiro em algo que não te trará nenhum lucro.

5º passo – Não foque apenas no curto prazo

O fluxo de caixa é um planejamento que ajuda a sua empresa não só a curto prazo, mas a longo prazo também. Afinal, como já falamos, ele permite que você tenha uma previsão do que está por vir, evitando incertezas. Ou seja, através dele você pode se preparar para diversos acontecimentos e analisar diferentes possibilidades. Por isso, não estipule e categorize somente as despesas do momento, vá além, categorize as despesas do mês e estabeleça uma base de saldo. Feito isso e com base no resultado do final do mês, faça o seu planejamento de curto e longo prazo para ajudar no crescimento financeiro do seu negócio.

6º – Use um software de gestão

Nós já sabemos que a internet pode e deve ser uma aliada. Isso não seria diferente no fluxo de caixa. Esses sistemas são a forma mais segura de gerenciar o seu fluxo. Não, eu não estou dizendo que você não pode fazer isso a mão, com planilhas e afins, mas além de dar mais trabalho, também será mais propício a erros. Os sistemas facilitam o seu controle.Por isso, usar um software sem dúvida vai deixar a sua vida mais prática e rápida, além de oferecer uma gestão extremamente eficiente e confiável.

7º passo- Contrate uma empresa especialista

Pode até parecer fácil, mas se você não possuir os conhecimento necessários possivelmente não fará do modo certo. Sendo assim, se você deseja um fluxo de caixa bem feito para te ajudar a controlar as suas finanças e alavancar o seu negócio, então você realmente precisa contratar um profissional. Desse modo você irá garantir que tudo será feito do jeito certo. Além disso, também será muito mais cômodo e prático para você. Passar esse bastão para quem sabe, vai te dar mais tempo para cuidar de outras questões tão importante quanto.

Concluindo

O segredo para gerenciar o fluxo de caixa de forma correta é a disciplina, afinal, você precisa registra exatamente tudo que envolva as finanças da sua empresa. Pode ser um processo árduo e cansativo, mas sem dúvida te trarão incontáveis vantagens e muito mais controle sobre a administração da sua empresa, desde que tudo seja feito da forma correta, é claro.

E aí, gostou do nosso post? Espero que as nossas dicas tenham te ajudado afinal, é para isso que estamos aqui. Se quiser saber mais sobre fluxo de caixa, continue acompanhando o nosso blog para ter acesso a mais textos.