Gestão de Projetos

Se você tem uma empresa e deseja melhorar a produtividade como um todo, você deve investir em otimização de processos.

Tornar a sua empresa cada vez mais eficiente em cada processo pode levar a uma grande economia de recursos e , consequentemente, o aumento de faturamento.

Logo, por consequência sua lucratividade também será maior.

 

Continue lendo e entenda:

  • O que é otimização de processos?
  • Como otimizar processos?

 

É importante lembrar que o objetivo de qualquer empresa é solucionar um problema e assim gerar lucro, como você pode ler aqui.

 

O que é otimização de processos?

 

O conceito de otimização de processos surgiu exatamente para fazer o que o nome diz, otimizar os processos da empresa.

Desde a compra de matéria-prima até a entrega do produto ou realização do pós-venda.

Mas para que sua empresa seja capaz de aumentar o faturamento e o lucro, é necessário ajustar cada setor com este objetivo.

Como consumir menos recursos e gerar o máximo de rentabilidade.

Para tanto, é necessário entender o que é Procedimento Operacional Padrão e sua aplicação dentro da empresa.

Em resumo, o POP existe para orientar os funcionários sobre suas atividades com uma série de informações importantes a fim de que os processos sejam realizados corretamente.

Evitando que cada processo seja realizado de uma maneira diferente a cada vez, a fim de que seja padronizado e previsível.

Tendo isto em mente, é possível observar o funcionamento da empresa.

Assim como entender quais os pontos podem ser melhorados, com base em informações experimentais.

 

Como otimizar processos?

 

Para você realizar a otimização de processos, comece entendendo o procedimento operacional padrão de cada setor e verifique se é possível reduzir etapas em cada um deles.

Assim você economiza tempo e atenção do funcionário naquela atividade especifica, liberando-o para realizar outras atividades.

Além disto, verifique se há algum espaço para cortes no uso de recursos da empresa, por meio dos processos já analisados.

Em muitos casos é possível reduzir bastante os custos operacionais. Faz-se isso apenas analisando o funcionamento da empresa com dados coletados durante alguns meses.

Procure também novas formas de realizar a mesma atividade que possa significar em economia de algum modo.

Outra forma de otimizar processos é investindo em treinamento.

Investir em treinamento e qualificação pode parecer pouco intuitivo, mas pode significar um aumento da produtividade e economia de tempo.

Logo, ter funcionários qualificados e com conhecimento das tecnologias mais atuais pode gerar um resultado significativo.

Tanto da produtividade, quanto da performance na realização dos processos diários.

Outro fator importante para otimizar os processos é a realização de avaliação por desempenho dos funcionários.

Premiando sempre que possível aqueles que tiverem melhor desempenho nas suas atividades.

Assim como requalificar ou demitir aqueles que estão abaixo do esperado.

Com está ação, você empreendedor deixará claro que a meritocracia é importante dentro da empresa e conseguirá maior empenho na execução dos processos da empresa.

 

Para Finalizar!

 

Como foi possível notar durante o artigo, a otimização de processos existe para melhorar a performance da empresa e maximizar o lucro.

Se você deseja melhorar a empresa em cada etapa é possível encontrar meios através do procedimento operacional padrão.

Caso não esteja familiarizado com este termo, recomendamos a leitura deste artigo, clique aqui.

 

 

Se você gostou deste conteúdo compartilhe com seus amigos nas redes sociais e também no Whatsapp.
Caso tenha alguma dúvida sobre este tema deixe nos comentários, estamos à disposição para responder e ajudar.

 

O planejamento estratégico sem dúvidas é algo muito importante para que a sua empresa alcance o sucesso. No entanto, para que isso aconteça é necessário que ele seja cumprido da melhor forma possível. É aqui que surge a necessidade do desdobramento de metas. Dessa forma você divide o seu planejamento em objetivos menores afim de aperfeiçoá-los e gerir melhor o que foi planejado.

O que é desdobramento de metas?

Desdobramento de metas nada mais é que uma forma eficiente de alcançar os objetivos ou resultados esperados para um empresa. Ou seja, é uma técnica para desdobrar os objetivos em ações. Através dela você divide o seu planejamento em diversas etapas até chegar ao objetivo final. Dessa maneira, fica mais fácil executar cada etapa com excelência e saber exatamente por onde começar. Afinal, esse é um dos maiores desafios ao colocar o plano em prática.

Através dessa fragmentação dos seus objetivos você garante ações mais focadas no resultado, alinhamento estratégico, melhora no gerenciamento, facilidade da mensuração, aperfeiçoamento das etapas e maior facilidade para tomar a decisão certa.

Enquanto o planejamento estratégico vislumbra onde a empresa quer chegar, o desdobramento de metas é o caminho que te faz chegar ao resultado. É por isso que essas etapas são tão importantes para a gestão do seu negócio.

Agora que você já entendeu a importância dessa técnica e o que ela é, vamos aprender como fazê-la corretamente.

Como fazer desdobramento de metas

O primordial para fragmentar as metas corretamente é separá-las hierarquicamente e, logo em seguida identificar quais ações podem ser desenvolvidas por um determinado setor.

Para que isso seja feito de forma eficaz existem 3 métodos que podem e vão te ajudar a desenvolver esse processo, conheça-os logo abaixo.

1) Balanced Scorecard (BSC)

O BSC é uma das metodologias mais conhecidas e foi desenvolvida por professores da Harvard Business School. Esse método tem como objetivo alinhar as estratégias e as atividades operacionais de uma empresa. Os objetivos do planejamento são organizados de acordo com alguns indicadores. Dessa maneira fica mais fácil mensurar e analisar o andamento de cada meta.

2) Key Perfomance Indicator (KPI)

Essa metodologia se preocupa com o modo que as tarefas serão realizadas. Por isso ela cria indicadores para analisar o desempenho e o andamento de cada etapa do processo. Essa metodologia pode ser útil tanto para dar uma ideia específica de cada tarefa, quanto para dar um ideia global do planejamento como um todo.

3) Objectives and Key Results (OKR)

Esse método cria uma estrutura de ações que se relacionam a fim de atingir os objetivos. Enquanto os objectives descrevem e se referem aos objetivos almejados, o key results analisa, através de métricas, se o objetivo foi realmente atingido.

Existem outras metodologias que podem te ajudar no desdobramento de metas, contudo, nesse post citamos apenas as 3 mais conhecidas. Para definir qual delas é a melhor opção para a sua empresa, uma consultoria pode ser a solução, afinal eles saberão identificar qual método mais atende a sua empresa.

Vale ressaltar que, apesar das metodologias serem de grande ajuda, para que elas realmente funcionem e tragam os resultados esperados toda a equipe precisa estar alinhada, além de ter ciência da importância de cada meta.

Se você quer alcançar o sucesso e conseguir sempre bons resultados, a precificação correta também é algo essencial para o seu negócio. Leia mais sobre clicando aqui.

E aí, gostou do nosso texto? Continue acompanhando nosso blog. Toda semana teremos informações e dicas excelentes sobre gestão e consultoria, tudo pra ajudar você e a sua empresa.

Você já ouviu falar sobre capacidade instalada? Esse é um dos termos mais importantes para melhorar a produtividade de uma empresa. No entanto, pouca gente sabe o seu significado e para o que ela serve. Se você também não sabe o que é capacidade instalada, continue lendo este post para tirar todas as suas dúvidas.

O que é capacidade instalada e para que ela serve?

Capacidade instalada é, basicamente o limite de produção de um setor, empresa ou fábrica. Ou seja, é a medição da capacidade de produção. É mais simples do que você pensava, não é mesmo?

Ter acesso a essa medição é extremamente importante já que, através dela você consegue saber se a sua empresa ou setor está produzindo com total capacidade. Além disso, também é crucial para a tomada de decisões e melhorias em todo o setor de produtividade.

Agora que você já sabe o que é e para que serve, vamos ao fator mais importante: como calcular.

Passo a passo para calcular a capacidade instalada

 

1º passo: produção por tempo

O primeiro passo é calcular quantas unidade são produzidas dentro de um certo tempo. O tamanho do produto também deve ser considerado nessa etapa. Os produtos maiores devem ser medidos em horas, enquanto os menores são medidos em minutos.

2º passo: cálculo do tempo produzido

Logo depois de ter calculado a produção por hora você deve calcular utilizando a carga horária. A partir desse cálculo você chegará ao ritmo de produção.

A conta é simples, basta você  multiplicar a jornada de trabalho, pelos itens produzidos por hora. Por exemplo, se por hora a sua empresa produz 500 itens, em uma jornada de 8 horas ela deve produzir 4000 itens.

A partir desse resultado você pode identificar se o seu ritmo de produção está dentro da sua capacidade total ou se precisa de melhorias.

3º passo: potencial de produção

Após descobrir a produção real da sua empresa você precisa conhecer e descobrir a sua potencial produção, ou seja, a sua total capacidade.

4º passo: intervalos entre a produção

Ninguém consegue produzir por 8 horas seguidas sem que interrupções sejam necessárias. Por isso você também deve medir as paradas que ocorrem durante a produção. Some as obrigatórias e as não programadas, faça uma média e calcule o tempo improdutivo e o período produtivo.

5º passo: taxa de eficiência

O último passo é dividir a produção realizada pelo potencial de produção. O resultado obtido já é, basicamente, a sua taxa de eficiência. No entanto, o resultado da sua capacidade instalada deve ser dado em porcentagem. Sendo assim, após chegar ao resultado da divisão, basta multiplicá-lo por 100.

Se a sua empresa estiver utilizando menos de 100% da sua capacidade, você pode e deve aumentar a sua produção e fazer melhorias, seja no maquinário ou nos setores específicos.

Passo a passo para calcular a capacidade instalada

Conclusão

A capacidade instalada é extremamente importante para uma empresa ou indústria. É a partir dela que o gestor terá acesso a capacidade real de produção de um setor ou de todo o negócio. Calcular a capacidade de produção é crucial para definir corretamente o planejamento estratégico de uma empresa. Afinal, você verá mais facilmente os problemas existentes e a partir deles você poderá pensar e planejar melhorias para obter melhores resultados.

Agora que você já sabe tudo sobre capacidade instalada, confira também o nosso post sobre gestão financeira.

Leia mais sobre o assunto desse post, clicando aqui.

Em meio ao crescente desafio do ambiente empresarial, agregar valor para todas partes envolvidas e interessadas da organização é crucial. Entre ampliar os negócios e o espaço no mercado, utilizar tecnologias de forma eficiente e criativa, destaca-se a busca constante por melhores resultados econômicos e financeiros. Tudo isso para garantir a perpetuação da empresa de forma crescente. Mas como obter melhores resultados nesse contexto de múltiplos desafios que as organizações estão inseridas? É simples, é só associar execução e análise de informações. Entenda mais abaixo.

A importância de conciliar execução e análise de informações?

Um estudo avançado publicado pela Economist Intelligence Unidade, mostra que os crescimentos dos lucros das empresas estão diretamente associados à sua capacidade de análise de informações. Ou seja, somente a tomada de decisão e a execução não bastam. Dentre o grupo de 318 líderes pesquisados, as empresas que obtiveram crescimento médio maior que 10% no indicador financeiro EBITDA foram aquelas que se apoiaram de forma segura em informações de gestão. Como, por exemplo, demonstrativos de resultados, balanços e fluxos de caixa. Tudo isso para suas análises e tomada de decisões mais assertivas.

O estudo chama a atenção para importância de se executar o processo de análise de informações. Mas não somente, ele reforça que é preciso que seja feito de forma efetiva e abrangente. Afinal, esse processo é a base para definição de melhores ações. Sejam elas estratégicas ou operacionais, que irão promover o monitoramento das ações para o alcance das metas da empresa. Desse modo surgirá a possibilidade de resultados cada vez melhores.

Ao realizar a análise de dados de forma criteriosa através do método PDCA a empresa será capaz de tomar decisões mais confiáveis, coerentes. Ou seja, com maior chance de sucesso. Esse processo deve ser uma prática cíclica em todas as partes de seu sistema de gestão. Dessa maneira a organização poderá seguir no caminho do crescimento. Ou seja, dos resultados sustentáveis que tanto anseia e é premissa para a sua perenidade.

Porém entre a análise de dados, definição de ações e o sucesso nos resultados, há uma etapa crucial que é de suma importância para alcance dos objetivos da empresa que é a execução. De nada adianta ter as informações mais confiáveis, os softwares de apoio mais robustos, as pessoas mais capacitadas se não houver a plena execução de tudo que foi decidido e acordado após as análises. Ou seja, as organizações demandam de pessoas disciplinadas, pensamentos disciplinados e ação disciplinada para se alcançar bons resultados.

Leia também: Gerenciando o fluxo de caixa em 7 passos

Com certeza você já sabe que a gestão de projetos é uma ótima alternativa para melhorar os seus processos, ao ponto de ajudá-lo a atingir resultados mais eficazes.

Mas aí surge a pergunta: como implantar essas ações na minha empresa?

Na verdade isso pode ser feito com a utilização de algumas técnicas bem específicas.
Primeiro é necessário entender o seu mercado e a concorrência. Ou seja, levantar um diagnóstico do contexto atual e, por fim, propor ações assertivas para a solução de problemas ou para a melhoria de um ou mais processos.
Achou interessante?
Então continue lendo esse artigo.
Hoje você vai conhecer um pouco mais sobre a importância da gestão de projetos para os seus resultados.
Aproveite a leitura!

Quais as vantagens da gestão de projetos?

A gestão de projetos oferece muitas vantagens para a sua empresa. Essas vantagens vão desde a organização dos processos até a melhoria dos resultados.
Sim, ela leva um empreendimento a se tronar mais competitivo no mercado.
Isso acontece porque uma boa gestão de resultados faz com que entregue algo mais atrativo e eficiente para os clientes, com diferenciais bastante interessantes.
Conheça todas as vantagens!

Organização

Com processos organizados e muito bem estruturados, dificilmente a sua empresa será vítima daquelas “surpresas” que aparecem no meio do caminho.
Esses problemas podem ser de diversas ordens. Como por exemplo, algo que tenha ocorrido na parte financeira da empresa, nas vendas ou até no estoque.
Os erros serão evitados ou até mesmo abolidos por completo se fizer uma boa gestão de projetos.

Competitividade

A gestão de projetos proporciona o desenvolvimento de diferenciais competitivos em uma empresa. Além disso, também proporciona novas estratégias que envolvam um alto valor agregado.
Isso acontece devido às metodologias que são adaptadas especificamente ao seu nicho de atuação, sempre baseadas nas melhores práticas de mercado.

Antecipação de problemas

Uma boa gestão de resultados te ajuda a prever contextos desfavoráveis antes mesmo que eles aconteçam. Tudo isso graças à estrutura que permitirá a visualização de possíveis problemas.
Dessa forma você consegue se antecipar e assim tomar ações preventivas e corretivas.

Adaptação ao mercado

A gestão de projetos faz com que a sua empresa se adapte ao mercado atual.
Caso, por exemplo, você use algum processo que não é mais uma prática de mercado e que dificilmente vai atrair a atenção de clientes potenciais, é possível optar por algumas inovações.
Ao entender o seu cenário atual e o contexto do mercado, especialistas podem propor processos ágeis, eficientes e modernos. Dessa forma a sua empresa se tornará mais competitiva e atrativa para o público.

Satisfação dos clientes

Quanto mais satisfeitos estiverem os clientes, mais a sua empresa ganha.
Considere que além dessas pessoas continuarem comprando de você, elas ainda vão te indicar para amigos e conhecidos.
Isso mesmo!
No final das contas, é isso que vai melhorar o seu resultado e trazer mais dinheiro para o seu bolso.

Agilidade na tomada de decisão

Com informações estruturadas e disponibilizadas, fica muito mais fácil o entendimento do processo para qualquer tomada de decisão.

Facilidade nas estimativas de futuros projetos

Você vai conseguir entender o contexto, para onde caminhar com o seu negócio e quais são as melhores estratégias a serem tomadas.
Mas isso só será possível quando colocar a “casa em ordem”.
Talvez depois você perceba que vale a pena investir em um novo produto ou serviço, em uma solução mais robusta ou até mesmo em um novo mercado.
É assim que o seu negócio cresce e ganha ainda mais corpo.

Oportunidade de compartilhamento

Por menor que a sua empresa seja, é essencial que todos os colaboradores tenham o entendimento do que está acontecendo e das estratégias que estão por vir.
A gestão de projetos vai deixar as informações mais claras e corretas para todos os envolvidos.

Agora que você já sabe sobre a importância da gestão de projetos para a sua empresa, o que acha de avaliar essa possibilidade?
Basta contratar uma empresa especializada e assim tornar o seu negócio mais competitivo e estratégico ao agregar valor para os clientes.
Sim, uma boa gestão de resultados vai fazer com que a sua empresa seja mais atrativa, e consequentemente, atraia mais clientes e aumente os resultados!

Para ver mais sobre gestão de projetos, clique aqui.

Ah, e não se esqueça de ler o nosso outro post: A importância da execução associada a análise de informações