junho 2019

Nos dias atuais, saber onde focar é cada vez mais importante, portanto, aprender como gerenciar o tempo é essencial.

Assim como ter uma boa gestão financeira, focar os esforços nas atividades corretas pode contribuir para maior lucratividade da empresa.

Continue lendo e entenda:

  • Como gerenciar o tempo?
  • Como definir prioridades?
  • Bons hábitos de gestão financeira!

Lembrando que é sempre relevante procurar a ajuda de consultoria em gestão para melhorar as práticas e aumentar sua lucratividade.

Como gerenciar o tempo?

Ao perceber que não temos tempo hábil para realizar todas as atividades do dia a dia precisamos gerenciar melhor o tempo.

Assim, procuramos focar em algumas atividades que possam trazer maior beneficio.

Para que as escolhas sejam acertadas é necessário que se avalie a relevância de cada atividade.

Uma vez que também é importante cultivar hábitos positivos em relação à gestão da empresa e manter um dia a dia organizado.

Como definir prioridades?

Para definir as prioridades é necessário analisar os objetivos do planejamento estratégico, assim como as metas definidas.

Após as análises é preciso priorizar as atividades que estejam alinhadas ao planejamento do negócio.

Percebendo como cada atividade influência na conquista das metas e, consequentemente, cumprindo os objetivos desejados.

Logo, atividades de maior prioridade são realizadas com antecedência e as atividades de menor prioridade podem ser postergadas.

Bons hábitos de gestão financeira!

Para iniciar, os hábitos devem ser praticados todos os dias para serem realmente eficazes.

Por este motivo tenha hábitos que ajudem na organização do dia a dia e contribua para a obtenção de melhores resultados no curto, médio e longo prazo.

  • Comece definindo um período no dia para revisar os registros do Fluxo de Caixa, e verificar se está tudo correto.
  • Procure também realizar pequenas pausas durante o dia para vistoriar o funcionamento da empresa e o desempenho dos colaboradores.
  • Além disto, sempre que realizar um elogio por um bom desempenho deixe isto claro para toda a equipe.
  • Já em casos de correções, faça em um ambiente privado, assim você não criará uma impressão negativa entre os colaboradores e uma cultura de medo desnecessária.
  • Se possível realize pequenas reuniões semanais para solicitar feedback da equipe e compartilhar os resultados da empresa.

Desenvolvendo uma cultura de aprendizado e melhoria contínua, bem como maior engajamento entre todos os colaboradores.

Como gerenciar o tempo e melhorar a gestão financeira?

É possível notar ao longo do artigo que gerenciar bem o tempo, além de priorizar as atividades que devem ser executadas, também contribui para o aumento da lucratividade.

Entretanto, é preciso observar com atenção o planejamento estratégico e focar na obtenção dos resultados previamente definidos, com o auxilio de hábitos positivos de gestão.

Se você gostou deste conteúdo compartilhe com seus amigos nas redes sociais e também no Whatsapp.
Caso tenha alguma dúvida sobre este tema deixe nos comentários, estamos à disposição para responder e ajudar.

Além de orientar as ações e escolhas do negócio, o planejamento estratégico auxilia na manutenção de uma empresa saudável.

Por isso é importante saber como fazer um bom planejamento estratégico e também executá-lo com efetividade.

Continue lendo e entenda:

  • O que é planejamento estratégico?
  • Erro 1: Não divulgar o planejamento estratégico!
  • Erro 2: Não acompanhar as ações!
  • Erro 3: Metas confusas e pouco objetivas!
  • Erro 4: Não acompanhar indicadores!
  • Erro 5: Criar plano estratégico sozinho!

Lembrando que ter uma consultoria em gestão é sempre importante para melhorar os processos da sua empresa e obter mais lucro.

planejamento-estrategico

O que é planejamento estratégico?

O planejamento estratégico é elaborado para orientar e alinhar os objetivos e as ações no alcance de um resultado específico no curto e longo prazo.

Em geral, o plano estratégico descreve os objetivos da empresa, assim como também um plano de ações para o seu alcance.

Ele descreve também a missão, visão e valores, além de indicadores financeiros e operacionais.

Alguns indicadores que podemos citar são extraídos do Fluxo de Caixa, e do Demonstrativo de Resultados.

Já no plano de ações são definidas ações que devem ser realizadas para atingir as metas e objetivos.

Assim, detalhando com o máximo de informações quem são os responsáveis, os resultados desejados, os indicadores e o período para serem realizados.

Erro 1: Não divulgar o planejamento estratégico!

Este é um erro muito comum de muitos empreendedores iniciantes e também experientes.

Não divulgar o plano estratégico para o restante da equipe, deixando todos sem saber em quais objetivos focar.

É importante deixar claro para todos os envolvidos quais são os planos da empresa de acordo com sua posição na empresa.

Logo, quanto mais estratégico for o cargo, maior será o nível de acesso das informações para que seja possível tomar decisões baseados no planejamento.

Erro 2: Não acompanhar as ações!

Não basta criar e investir tempo na elaboração do planejamento estratégico se as ações não forem executadas.

Por isso é imprescindível que seja realizado o acompanhamento das ações que foram elaboradas no plano.

Este é um erro muito comum nas empresas pequenas e médias.

Não agir de acordo com o planejamento, considerando o plano estratégico como um documento de gaveta, criado apenas por comodidade sem ter importância na gestão.

Erro 3: Metas confusas e pouco objetivas!

Se você já tentou elaborar um planejamento estratégico sabe como é difícil definir metas claras e objetivas.

Nós inclusive já escrevemos sobre Meta Smart aqui no blog, caso tenha interesse em ler após este artigo.

Para que uma meta seja realmente clara e objetiva é importante que ela tenha alguns pontos importantes.

Ou seja, a meta precisa ser específica, mensurável, atingível, relevante e temporal.

Sendo assim, ela é detalhada o suficiente para que cada colaborador saiba exatamente o que está buscando com suas atividades.

Erro 4: Não acompanhar indicadores!

Este erro pode custar caro para sua empresa e muitos empreendedores não dão o devido valor.

Acompanhar os indicadores de resultado é fundamental para saber se o planejamento estratégico está sendo executado corretamente.

Realize também periodicamente a revisão dos indicadores a fim de analisar o alcance dos objetivos propostos.

Ajustando assim as ações para atingir os objetivos definidos no planejamento estratégico.

Erro 5: Criar planejamento estratégico sozinho!

Por último, porém não menos importante, é a colaboração de todos no desenvolvimento do planejamento estratégico.

Ter um controle centralizado na criação pode comprometer a escolha correta das ações, objetivos e metas.

Logo, todos os colaboradores, independentemente do nível de importância estratégica na empresa, podem contribuir na criação do plano.

Agregando assim uma nova visão sobre quais ações podem ser realizadas para o crescimento e desenvolvimento do negócio, levando em conta sua experiência na execução das atividades diárias.

Além disto, você como gestor mostrará que é importante valorizar a participação real dos colaboradores, aumentando sua confiança, engajamento e alinhamento.

Para concluir…

Como foi possível notar não basta apenas ter uma ideia em mente, bem como trabalhar todos os dias com muito esforço.

É importante desenvolver um plano estratégico e evitar cometer todos os erros listados acima para alcançar seus objetivos.

Se você gostou deste conteúdo compartilhe com seus amigos nas redes sociais e também no Whatsapp.
Caso tenha alguma dúvida sobre este tema deixe nos comentários, estamos à disposição para responder e ajudar.

Muitas pessoas tem o desejo de empreender, mas não sabem como administrar uma pequena empresa.

Por este motivo queremos compartilhar com você alguns pontos essenciais sobre administração.

Continue lendo e entenda:

  • O que é Administração de empresa.
  • A importância da administração de empresa.
  • Como realizar uma boa administração.

Lembrando que ter um suporte para começar é sempre bom, por isso invista em uma consultoria de gestão para te dar orientações.

 

O que é Administração de empresa!

A administração de empresa é responsável basicamente por gerenciar todo o funcionamento da empresa.

O principal objetivo é fazer com que a empresa atinja suas metas, tenha uma boa saúde financeira para honrar com os seus pagamentos e, o mais importante, tenha lucro.

No caso de uma pequena empresa não é diferente, a administração é fundamental para ter sucesso nos negócios.

 

A importância da administração de empresas!

Diferente de médias e grandes empresas, as pequenas tem poucos recursos e, por isto, é importante ter uma boa gestão.

Saber onde e como focar os recursos é a diferença entre a falência e o sucesso.

Por este motivo a administração é importante, para alocar bem todos os recursos da empresa.

Além disto, sem uma boa gestão, o seu negócio não terá um funcionamento adequado e causará prejuízos financeiros.

Assim, influenciando diretamente na qualidade de vida do empreendedor e também na vida dos funcionários.

 

Como realizar uma boa administração!

Para começar, é importante ter registro de todos os custos da empresa.

Desde a energia utilizada até os produtos de limpeza, ter histórico é importante para saber quais ações tomar.

Em seguida, é importante ter metas e definir estratégias para alcançar estas metas.

Pois sem as metas a empresa ficará refém de desejos momentâneos e sem um objetivo definido, sem saber onde deve investir seus recursos.

Além disto, é importante desenvolver alguns documentos para facilitar a administração, como por exemplo:

POP – (Procedimento Operacional Padrão): Responsável por descrever como cada procedimento deve ser realizado, padronizando o funcionamento da empresa como um todo, para mais detalhes leia aqui.

DRE – (Demonstrativo de Resultados): Responsável por descrever os movimentos financeiros da empresa em um determinado período, para mais detalhes leia aqui.

Meta Smart – (Meta Inteligente): Responsável por guiar as ações de todos os envolvidos com foco na obtenção de um resultado prático, para mais detalhes leia aqui.

Todos estes documentos ajudam a controlar melhor o funcionamento da empresa e poupam tempo para desenvolver outras atividades.

É importante também que o empreendedor saiba como calcular o capital de giro para saber como andam as finanças da empresa.

E claro, não podemos deixar passar batido, é fundamental que o empreendedor elabore e atualize regularmente o Fluxo de Caixa, a fim de que acompanhe as entradas e saídas financeiras da empresa.

 

Como administrar uma pequena empresa?

Finalizando…

Como foi possível notar no decorrer do artigo, empreender não é uma tarefa complicada, mas é necessária apenas dedicação e esforço inteligente.

De qualquer modo, se ainda se sentir inseguro em relação a sua administração, procure uma empresa experiente em gestão financeira para te ajudar no começo.

 

Se você gostou deste conteúdo compartilhe com seus amigos nas redes sociais e também no Whatsapp.
Caso tenha alguma dúvida sobre este tema deixe nos comentários, pois estamos à disposição para responder e ajudar.