fevereiro 2019

Uma das principais funções de um empreendedor de sucesso é definir metas inteligentes, e por esse motivo vamos explicar um pouco sobre meta smart.

A meta é um parâmetro usado para direcionar as ações da empresa, uma vez que define um foco de atuação e diminui a confusão do que deve ou não ser feito.

Continue lendo e entenda:

  • O que é meta smart;
  • Como definir uma meta smart;
  • Exemplo de meta smart;

Lembrando que há diversas formas de definir uma meta, contudo, até o momento, a meta smart é a forma mais inteligente.

O que é meta smart?

A meta smart nada mais é que uma forma de definir uma meta, seja para uma empresa, seja para uma pessoa.

S.M.A.R.T. é um acrônimo em inglês para:

  • S – Especifica;
  • M – Mensurável;
  • A – Atingível;
  • R – Relevante;
  • T – Temporal;

Como é possível perceber, a meta smart tem diversos pontos que devem ser levados em consideração a fim de que seja definida a meta.

Logo que é possível ter maior possibilidade de ser bem sucedido, fugindo de metas amplas, sem métricas e pouco importantes.

Como definir uma meta smart?

Ao definir um objetivo para alcançar é necessário ter alguns indicadores para saber se temos chances de sucesso.

De tal forma que primeiramente é importante focar em ser especifico e definir com clareza qual o objetivo você deseja alcançar.

Em seguida, é necessário estabelecer algum parâmetro para mensurar os resultados.

É importante também procurar entender se a meta desejada é atingível dentro de um histórico de metas e resultados anteriores.

Ao passo que você avançar etapas, você precisará se perguntar a relevância da meta, para saber se realmente é importante para a empresa.

Para finalizar, é definido um tempo para atingir a meta, para que você saiba quando os resultados devem ser obtidos.

Exemplo de META SMART!

Você pode utilizar papel e caneta para fazer as primeiras anotações, e depois passar para uma planilha no computador, ou pode fazer diretamente.

O importante é entender bem como definir a meta e criar uma para cada setor da empresa.

Exemplo:

  • Especifica: Aumentar 10% das vendas;
  • Mensurável: +300/dia vendas;
  • Atingível: média de vendas atuais 100/dia;
  • Relevante: Vender mais aumenta o lucro/margem de investimentos;
  • Temporal: 6 meses;

Neste exemplo você pode notar que há alguns pontos interessantes, mas bem claro do que o setor de vendas deve alcançar.

Aumentar as vendas, tendo um indicador mensurável, dentro de um histórico, com relevância bem definida, e com um prazo para ser alcançada.

 

Ter um plano de ação bem definido te ajudará a alcançar as ações e as metas. Saiba mais sobre o PLANO DE AÇÃO clicando AQUI!

Para Finalizar…

A META SMART é um modelo para gestores e empreendedores a fim de que definam metas de forma inteligente.

Assim, leva em conta todos os aspectos necessários e cria um ambiente mais produtivo porque foca no que é importante.

Se você gostou deste conteúdo compartilhe com seus amigos nas redes sociais e também no Whatsapp;

Caso tenha alguma dúvida sobre o tema deixe nos comentários, pois, estamos à disposição para responder e ajudar.

Neste artigo vamos explicar melhor o que é gestão de risco e também como aplicar no seu negócio.

Essa é uma forma essencial para você conseguir evitar problemas na sua empresa!

De tal forma que, além de prevenir os riscos, através dessa gestão é possível identificar novas oportunidades para sua empresa lucrar.

No artigo Como Aumentar o Lucro da Empresa em Tempo Recorde também demos algumas dicas para melhor a lucratividade do seu négocio!

Contudo, para começar, é importante entender o que é gestão de risco.

O que é gestão de risco?

A gestão de risco nada mais é do que a capacidade de identificar e prevenir possíveis riscos para o funcionamento da empresa.

Também é possível mitigar o efeito negativo de algumas ações.

Pois é! Através da gestão de risco que o empresário decide tomar as decisões para atingir seus objetivos e calcular possíveis erros que possam acontecer.

Além do funcionamento da empresa, a gestão de risco também analisa as forças ambientais que afetam à empresa.

Assim, evita possíveis problemas que poderiam acontecer tanto no ambiente interno, quanto no ambiente externo da organização.

Bem como a imagem pública da empresa, em casos onde algum problema pode deixar a empresa com uma má reputação no mercado.

Independentemente do tamanho da empresa, a gestão de risco é importante para verificar os métodos e processos.

Por consequência reduzir possíveis falhas para diminuir os riscos.

Agora que você já sabe o que é gestão de risco, é bom entender como aplicar na sua empresa.

 

Como aplicar a gestão de risco?

Para você realizar a aplicação desse método na sua empresa você vai precisar executar alguns processos, que são:

Identificação:

Primeiro você deverá identificar quais os pontos que podem trazer risco para empresa e, assim, entender qual o seu contexto atual como negócio.

Análise Qualitativa:

Nesta etapa você deverá elencar os riscos com o grau de importância e também a possibilidade de acontecer concretamente.

Análise Quantitativa:

Neste ponto você deverá calcular de forma numérica as consequências dos riscos identificados.

Planejamento de Respostas:

Uma vez que você sabe o que pode acontecer, o grau de certeza, e o impacto nos resultados, você vai planejar respostas para os riscos.

Monitoramento:

Para finalizar, você deverá acompanhar o funcionamento da empresa e os riscos identificados. Assim, você pode reavaliar as respostas planejadas.

 

Você pode aprender mais lendo o artigo sobre A Importância da Execução Associada a Análise de Informações clicando nesse AQUI!

 

Agora que você já sabe o que é gestão de risco e como aplicar na sua empresa, mãos a obra!

Se você gostou deste conteúdo compartilhe com os amigos nas redes sociais e também no Whatsapp.

Caso tenha ficado com alguma dúvida deixe um comentário, pois, estamos à disposição para ajudar.

Alguns empresários sabem o que fazer e como fazer, mas mesmo assim a meta não é batida. Está na hora de investir em um plano de ação.

Além de você gerenciar a execução dos planos da empresa, é importante que todos os colaboradores saibam o caminho a seguir e focar no que é realmente importante para a empresa.

Por isso nós decidimos compartilhar com você perguntas importantes que vão ajudá-lo a planejar melhor suas ações.

Contudo, é importante primeiro entender o que é um plano de ação.

 

O que é?

O plano de ação é um documento elaborado para organizar as ações que cada colaborador deve realizar na empresa.

A fim de que ele tome consciência da sua função dentro da empresa em determinado período para que atinja os resultados esperados.

Além disso, o plano de ação também terá indicadores para comprovar a eficiência na obtenção de resultados.

Uma vez que você já entende o que é um plano de ação, vamos entender como criar um para sua empresa.

 

Como fazer um Plano de Ação?

Para elaborar seu Plano de Ação será necessário ter primeiro alguns requisitos importantes.

Como, por exemplo, ter um Procedimento Operacional Padrão já criado para cada processo.

Posto que ele será o manual passo a passo para realização de uma atividade operacional.

De tal forma que o Plano de Ação será mais estratégico e trará novas informações, como podemos perceber abaixo:

  • O que? Descreva todas as ações para alcançar o objetivo principal.
  • Quem? Defina um responsável.
  • Quando? Estabeleça uma data limite para cada ação estabelecida.
  • Onde? Defina onde as ações serão / deverão ser realizadas.
  • Por que? Descreva quais benefícios que cada ação lhe trará.
  • Como? Detalhe a maneira como cada ação deve ser executada.
  • Quanto? Defina os custos de cada ação, para verificar sua viabilidade.

É possível notar que todos os aspectos em torno de uma ação foram definidos acima.

Portanto, para facilitar a gestão, você pode criar uma planilha com todas as ações necessárias para atingir os objetivos da empresa.

Além disso, é possível criar indicadores claros da execução da ação para depois avaliar se ocorreu como esperado, ou se todavia precisa realizar novas intervenções para alcançar seus objetivos.

Para ficar mais claro, é importante ter um exemplo, como este:

  • O que? Comprar matéria-prima.
  • Quem? Funcionário X.
  • Quando? Terça-feira, dia 00/00/0000.
  • Onde? Mercado Y
  • Por que? Produzir novos produtos.
  • Como? Entrar em contato com fornecedores e cotar preços.
  • Quanto? R$500,00 reais em matéria-prima.

Este é só um exemplo simples de como elaborar uma ação.

 

O que eu preciso para elaborar um plano de ação?

Para elaborar seu plano de ação é importante ter uma visão estratégica bem como levar em conta todas as áreas da empresa.

É preciso definir quais atividades são necessárias para atingir as metas estabelecidas.

Assim você terá muito mais resultados e maior controle sobre o andamento das atividades na sua empresa.

A leitura do artigo Desdobramento de metas pode ajudar bastante na hora de definir e priorizar as ações.

 

Se você gostou deste conteúdo compartilhe com seus amigos nas redes sociais e também no Whatsapp.
Caso tenha interesse em elaborar seu plano de ação ou tem alguma outra dúvida entre em contato conosco, estamos à disposição para ajudá-lo.